Uma banda com três músicos

William J. Turkel e Adam Crymble

Esta lição irá auxiliar na configuração de um ambiente de desenvolvimento integrado para o Python num computador com o Sistema Operacional Linux.

editado por

  • Miriam Posner

revisto por

  • Jim Clifford
  • Amanda Morton

traduzido por

  • Josir C. Gomes

tradução editada por

  • Danielle Sanches

tradução revista por

  • Bruno Martins
  • Renato Rocha Souza

publicado

| 2012-07-17

traduzido

| 2021-05-13

modificado

| 2012-07-17

dificuldade

| Baixo

DOI id icon https://doi.org/10.46430/phpt0007

Faça uma doação!

Tutoriais de qualidade em acesso aberto têm custos de produção. Junte-se ao crescente número de pessoas que apoia o The Programming Historian para que possamos continuar a partilhar o conhecimento gratuitamente.

Disponível em: EN (original) | PT | ES

Conteúdos

Deixamos em primeiro lugar um obrigado a John Fink por fornecer as bases para esta seção. Damos instruções para o Ubuntu 18.04 LTS, mas as mesmas devem funcionar com qualquer versão do Linux baseada em apt, tal como o Debian ou Linux-Mint. Você também deve ter acesso ao comando sudo.

Faça um backup do seu computador

É sempre importante garantir que você tenha backups regulares e recentes do seu computador. Este é um bom conselho que serve para a vida toda e não se limita à pratica específica de programação.

Instale o Python 3

  1. Abra um Terminal (Vá para Applicações, digite Terminal e clique no ícone Terminal).
  2. De seguida, digite: sudo apt-get install python3
  3. Entre a sua senha e em seguida tecle S para finalizar a instalação. Note que você provavelmente já deve ter o Python 3 instalado. Assim, não estranhe se o Ubuntu informar que o Python já está instalado.

Crie um diretório

Você irá armazenar os seus programas Python num diretório (i.e., uma pasta). Este diretório pode estar em qualquer pasta que você quiser, mas é melhor que você crie o mesmo na sua pasta Home. Para criar o diretório de forma rápida, abra a janela do terminal e digite:

cd ~
mkdir programming-historian

Instale o Komodo Edit

O Komodo Edit é um editor livre e de código aberto, mas pode utilizar outros editores se você preferir. Pode fazer o download directamente do site do Komodo Edit. Uma vez que você tenha feito o download, faça a extração do ficheiro para a sua pasta pessoal e siga as instruções de instalação. Se você tiver seguido corretamente as instruções, abra a sua pasta pessoal, acesse a pasta Komodo-Edit-12/bin e finalmente clique no arquivo komodo.

Faça um comando “Run Python” no Komodo Edit

  1. Já no editor, certifique que a barra lateral “Toolbox” está visível.
  2. Clique no ícone da engrenagem na barra de ferramentas e selecione New Command.
  3. No campo Type, digite “Run Python”.
  4. No campo Command, digite: %(python3) %F.

Se o ecrã estiver mostrando algo como descrito na janela abaixo, clique no botão OK.

Adicione um novo comando no Komodo Edit

Adicione um novo comando no Komodo Edit

Passo 2 – “Olá Mundo” em Python


É uma tradição para quem está começando a programar em uma nova linguagem que o primeiro programa a ser construído emita a frase “Olá Mundo”.

O Python é uma boa linguagem de programação para iniciantes porque ela é de alto-nível. Isto quer dizer que é possível escrever pequenos programas que realizam muitas funcionalidades. Quanto menor o programa, mais provável que ele caiba em apenas um ecrã e mais fácil será de manter o controle dele em sua mente.

O Python é uma lingugagem ‘interpretada’. Isto significa que existe um programa especial (conhecido como Interpretador) que sabe como seguir as instruções da linguagem. Uma forma de utilizar o interpretador passa por guardar todas as instruções a serem executadas em um ficheiro para, em seguida, solicitar ao interpretador que ele interprete o conteúdo desse ficheiro.

Um ficheiro que contém instruções de uma linguagem de programação é conhecido como um programa. O interpretador irá executar cada uma das instruções que você incluiu no seu programa e, no final, irá parar. Vamos experimentar como isto funciona.

No seu editor de texto, crie um novo ficheiro, entre o seguinte programa de duas linhas e salve-o na pasta programming-historian:

ola-mundo.py

# ola-mundo.py
print('Olá Mundo')

O comando “Run Python” permite que você execute o seu programa. Se você escolheu um outro editor, este deve ter uma funcionalidade semelhante. Se tudo correu bem, o ecrã deverá mostrar algo como o apresentado de seguida:

Olá mundo no Komodo Edit no Linux

Olá mundo no Komodo Edit no Linux

Interagindo com a linha de comandos do Python

Outra forma de interagir com o interpretador é utilizar o que é denominado por linha de comandos. Você pode digitar um comando, pressionar a tecla Enter e a linha de comandos irá responder ao seu comando. Usar a linha de comandos é um ótimo método para testar os comandos e para se certificar que eles realmente fazem o que você está imaginando.

Você pode executar a linha de comandos do Python iniciando a aplicação “Terminal” e, de seguida, digitando “python3” na janela que se abriu na sua tela.

Esse comando irá abrir a linha de comandos do Python, indicando assim que você já pode executar comandos Python. De seguida, digite:

print('Olá Mundo')

e pressione Enter. O computador irá responder com:

Olá Mundo

Quando quisermos representar uma interação na linha de comandos, nós utilizaremos o símbolo -> para indicar a resposta para o nosso comando, tal como no exemplo abaixo:

print('Olá Mundo')
-> Olá Mundo

No seu ecrã, você verá algo como:

Olá Mundo no Terminal do Linux

Olá Mundo no Terminal do Linux

Agora que você e o seu computador estão preparados, podemos seguir para tarefas mais interessantes. Se você está seguindo as lições do Python, nossa sugestão é que você tente a próxima lição ‘Noções básicas de páginas web e HTML

Sobre os(as) autores(as)

William J. Turkel é professor de História na University of Western Ontario

Adam Crymble, University College London.

Citação sugerida

William J. Turkel e Adam Crymble, "Configurar um ambiente de desenvolvimento integrado para Python (Linux)", traduzido por Josir C. Gomes, The Programming Historian em português 1 (2021), https://doi.org/10.46430/phpt0007.

Faça uma doação!

Tutoriais de qualidade em acesso aberto têm custos de produção. Junte-se ao crescente número de pessoas que apoia o The Programming Historian para que possamos continuar a partilhar o conhecimento gratuitamente.