Uma banda com três músicos

William J. Turkel e Adam Crymble

Esta lição irá auxiliar na configuração de um ambiente de desenvolvimento integrado para o Python num computador com o Sistema Operacional Mac.

editado por

  • Miriam Posner

revisto por

  • Jim Clifford
  • Amanda Morton

traduzido por

  • Josir C. Gomes

tradução editada por

  • Danielle Sanches

tradução revista por

  • Bruno Martins
  • Renato Rocha Souza

publicado

| 2012-07-17

traduzido

| 2021-05-13

modificado

| 2012-07-17

dificuldade

| Baixo

DOI id icon https://doi.org/10.46430/phpt0005

Faça uma doação!

Tutoriais de qualidade em acesso aberto têm custos de produção. Junte-se ao crescente número de pessoas que apoia o The Programming Historian para que possamos continuar a partilhar o conhecimento gratuitamente.

Disponível em: EN (original) | PT | ES

Conteúdos

Faça um backup do seu computador

É sempre importante garantir que você tenha backups regulares e recentes do seu computador. Este é um bom conselho que serve para a vida toda e não se limita à pratica específica de programação. Usuários do Mac podem recorrer ao Time Machine para isso.

Instale o Python 3

Você ainda pode ter o Python 2 na sua máquina. Como essa versão do Python foi descontinuada no fim de 2019, é importante que você instale o Python 3. Faça o download da versão mais estável da linguagem de programação Python (Version 3.8 de Novembro de 2019) e instale o software a partir do Site do Python.

Crie um diretório

Para que você se organize, o ideal é que você tenha um diretório (i.e., pasta) no seu computador onde você irá armazenar os seus programas em Python (por exemplo, programming-historian). Crie esse diretório em qualquer outra pasta do seu computador.

Instale um editor de texto

Existem vários editores de texto que você pode utilizar para escrever, armazenar e executar comandos em Python. O Komodo Edit é o utilizado nesta lição, correspondendo a um editor gratuito e de código aberto. Mas existem outros editores se você preferir. Por exemplo, alguns dos nossos colaboradores preferem o programa TextWrangler. Você pode escolher qual editor mas, para manter a consistência entre as lições, nós iremos utilizar o Komodo Edit. Você pode fazer o download diretamente do [site do Komodo Edit][]. Faça a instalação a partir do ficheiro .DMG

Faça um comando “Run Python” no Komodo Edit

Deve agora configurar o editor para que seja possível executar programas em Python.

Se você não visualizar a barra de ferramentas (Toolbox) do lado direito, selecione a opção do menu View -> Tabs -> Toolbox. Na janela Toolbox, clique no ícone da engrenagem e selecione “New Command…”. Uma nova janela de diálogo irá abrir e você deve renomear o seu comando para “Run Python”. Fique a vontade para alterar também o ícone. Na caixa “Command”, digite:

%(python3) %f

e na aba de opções avançadas, sob o texto “Start in,” digite:

%D

Cique no botão OK e o seu novo comando “Run Python” deve aparecer no painel de ferramentas.

Passo 2 – “Olá Mundo” em Python


É uma tradição para quem está começando a programar em uma nova linguagem que o primeiro programa a ser construído emita a frase “Olá Mundo”.

O Python é uma boa linguagem de programação para iniciantes porque ela é de alto-nível. Isto quer dizer que é possível escrever pequenos programas que realizam muitas funcionalidades. Quanto menor o programa, mais provável que ele caiba em apenas um ecrã, e mais fácil será manter o controle dele em sua mente.

O Python é uma lingugagem ‘interpretada’. Isto significa que existe um programa especial (conhecido como Interpretador) que sabe como seguir as instruções da linguagem. Uma forma de utilizar o interpretador é guardar todas as instruções a executar em um ficheiro para, em seguida, solicitar ao interpretador que ele interprete o conteúdo desse ficheiro.

Um ficheiro que contém instruções de linguagem de programação é conhecido como um programa. O interpretador irá executar cada uma das instruções que você incluiu no seu programa e no final irá parar. Vamos experimentar como isto funciona.

No seu editor de texto, crie um novo ficheiro, entre o seguinte programa de duas linhas, e salve-o na pasta programming-historian:

ola-mundo.py

# ola-mundo.py
print('Olá Mundo')

O comando “Run Python” permite que você execute o seu programa. Se você escolheu um outro editor, este deve ter uma funcionalidade semelhante. Se está a usar o TextWrangler, clique em “#!” e no botão Run. Se tudo correu bem, o ecrã deverá mostrar algo como apresentado de seguida:

Olá Mundo em Python no Mac

Olá Mundo em Python no Mac

Interagindo com a linha de comandos do Python

Uma outra forma de interagir com o interpretador é utilizar o que é denominado por linha de comandos. Você pode digitar um comando na linha de comandos e pressionar a tecla Enter, sendo-lhe apresentada a resposta ao seu comando. Usar a linha de comandos é um ótimo método para testar os comandos, por forma a certificar que eles realmente fazem o que você está imaginando.

Abra o Finder, faça duplo-clique em Applications -> Utilities -> Terminal e, em seguida, digite “python3

Este comando irá abrir a linha de comandos do Python, indicando assim que você já pode executar comandos Python. De seguida, digite:

print('Olá Mundo')

e pressione Enter. O computador irá responder com:

Olá Mundo

Quando quisermos representar uma interação na linha de comandos, utilizaremos o símbolo -> para indicar a resposta para o nosso comando, tal como no exemplo abaixo:

print('Olá Mundo')
-> Olá Mundo

No seu ecrã, você verá algo como:

Olá Mundo em Python no Terminal do Mac

Olá Mundo em Python no Terminal do Mac

Agora que você e o seu computador estão preparados, podemos seguir para tarefas mais interessantes. Se você está seguindo as lições do Python, a nossa sugestão é que tente a próxima lição ‘Noções básicas de páginas web e HTML

Sobre autores(as)

William J. Turkel é professor de História na University of Western Ontario

Adam Crymble, University College London.

Citação sugerida

William J. Turkel e Adam Crymble, "Configurar um ambiente de desenvolvimento integrado para Python (Mac)", traduzido por Josir C. Gomes, The Programming Historian em português 1 (2021), https://doi.org/10.46430/phpt0005.

Faça uma doação!

Tutoriais de qualidade em acesso aberto têm custos de produção. Junte-se ao crescente número de pessoas que apoia o The Programming Historian para que possamos continuar a partilhar o conhecimento gratuitamente.